Mercedes-Benz Museum

UNStudio

© Museu Mercedes-Benz, UNSTUDIO.

Uma arquitetura sublime para automóveis exclusivos. É assim que a própria marca Mercedes descreve seu museu em Stuttgart, Alemanha, projetado pelo escritório de arquitetura holandês UNStudio.

O edifício possui uma complexidade de idéias traduzidas em formas simples, inteligentes e significativas, viabilizadas pelas mais altas tecnologias de projeto e de construção.

Para Ben van Berkel, um dos fundadores do UNStudio, “agora que estamos cientes de que formas extremamente complexas podem ser realmente construídas, é necessária a introdução inversa da engenharia; então aprenderemos mais sobre técnicas de produção com a finalidade de fazermos essas formas complexas e também com a finalidade de nos disciplinarmos como arquitetos e criadores dessas formas.”

Berkel e sua equipe são incansáveis adeptos e pesquisadores das novas tecnologias e das novas maneiras de se projetar a arquitetura. O Museu da Mercedez Benz é um dos resultados dessa intensa pesquisa.

O edifício possui uma arquitetura inteligente e inovadora. O fluxo dos visitantes foi inspirado na circulação em forma de espiral do Museu Guggenheim de New York. Mas o UN Studio foi além do projeto de Frank Lloyd Wrigh – o Museu da Mercedez Benz é mais complexo. Contém uma circulação espiral em torno de três círculos, como se fossem três loops que se entrelaçam, ou como um trevo de três folhas, semelhantes à interseção de algumas vias vizinhas ao terreno. A parte central dessa forma resultante foi, então, removida, de forma a gerar um grande vão no interior do edifício que conecta visualmente todos os pavimentos.

O interior do edifício é quase totalmente composto por formas orgânicas. As paredes e os tetos são côncavos e convexos, sendo que a variação dessas curvas ocorre com muita fluidez, oferecendo ao visitante o desfrutar de uma dinâmica espacial bastante intrigante.

Apesar de toda a estrutura pesar mais 110 mil toneladas, o exterior do museu, revestido de vidro e alumínio, transmite uma sensação de transparência e leveza. As fitas de alumínio se intercalam com os mais de 1800 painéis de vidro, dispostos de forma a atrair o olhar do observador para dentro do museu, instigando a sua imaginação quanto ao que existe ali dentro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia mais: http://obviousmag.org

v ia> obviusmag.org

Anúncios