Playground Escultural

Artigo:  Revista AU – Arquitetura & Urbanismo – Abril 2012

 

Na cidade alemã de Wiesbaden, um ousado e atípico playground surpreende pelas formas escultóricas que atraem crianças e adultos — e ainda tem importância urbanística.

Criado pelo escritório de arquitetura e paisagismo Annabau — formado pela paisagista Sofia Petersson e pelo arquiteto Moritz Schloten o brinquedo é um catalisador das atividades de uma área anteriormente degradada, no centro de Wiesbaden, onde hoje se destacam estúdios de arte ao lado de construções históricas como museus, monumentos e um antigo aqueduto romano.

O parque é resultado de um concurso alemão promovido em 2009 para um playground artístico com o tema Culturas do mundo. Vencedor do concurso, o trabalho do Annabau passou a integrar um programa municipal de renovação das 155 áreas de lazer de Wiesbaden, capital do estado de Hessen a 40 km de Frankfurt.

O equipamento oferece jogos e atividades que desafiam e estimulam o público infantil e é formado por uma estrutura espacial constituída por dois anéis concêntricos de tubos de aço que serpenteiam em meio as árvores. São dois anéis de 107 m e 120 m de extensão (interno e externo), que formam o conjunto de 35 m de diâmetro. Projetadas em 3D por programas como Sketchup e Vectorworks, as peças metálicas foram enviadas à pré-fabricação, e levaram dois meses para serem finalizadas. O playground foi montado no local em apenas duas semanas.

Entre os anéis, uma rede de escalada tensionada cria uma trilha com variação de níveis, nunca superiores aos 3 metros de altura determinados pelas normas alemãs de segurança para desenho de playgrounds. Em alguns pontos, a construção chega a ficar 15 metros em balanço.

Na rede foram posicionadas seis estações de jogos. Uma delas formada por cabos de aço na vertical — como um jardim feito de hastes de plantas — e pequenos pratos de aço revestidos com EPDM (monômero de etileno-propileno-dieno), uma borracha resistente ao calor e antiderrapante.

Na parte mais baixa da estrutura, es­ses pratos emborrachados permitem as crianças atravessarem o playground pulando de um a outro alguns giratórios, outros pequenos, estimulam as crianças a enfrentarem níveis diferentes de dificuldades. Há ainda estações com assentos giratórios, túnel, balanços em forma de ninhos, tobogã, muro de escalada e camas elásticas.

A planta baixa reproduz o formato pentagonal do centro histórico da cidade. Os movimentos ascendentes e descendentes dos tubos delimitam um parque de areia elementos feitos também de EPDM, e servem de bancos para as crianças.

Um terceiro elemento complementa o projeto: à volta do conjunto, um boulevard com bancos oferece a pais e idosos a possibilidade de simplesmente olhar as crianças ou apreciar o skyline de Wiesbaden. Assim, o projeto se abre a todas as idades.

Playground Schulberg

Annabau ,Wiesbaden, Alemanha , 2011

Ficha Técnica

Design: Annabau Architektur und Landschaft
Cliente: Amt für Grünflächen, Landwiftschaft und Forsten, Wiesbaden
Engenharia estrutural: Niehues VVinkler Ingenieure

Reportagem: Simone Sayegh
Fotos: Hanns Joosten

 

Fonte: http://www.cbca-acobrasil.org.br/noticias-ultimas-ler.php?cod=5548

Anúncios