Arquivo da Categoria: Artigos

Suécia está sem lixo!

A Suécia possui um programa de reciclagem que os habitantes conhecem bem. De fato, segundo dados difundidos pela empresa sueca de reciclagem Returnpack, cada habitante recicla em média 146 latas e garrafas, o que representa quase 90% do total destes materiais que se reciclam e 88% do sistema nacional de reciclagem.

Anúncios

Richard Neutra e o Brasil

A relação de Richard Neutra com o Brasil é de mão-dupla. Não foi apenas ele que causou enorme interesse no meio especializado brasileiro, mas é muito evidente o quanto a paisagem e a arquitetura brasileiras lhe causaram profundas impressões. No ano de 1946, por duas vezes, encaminhou colaborações para a revista Progressive Architecture, quase certamente fruto de sua visita à América Latina em 1945, que incluiu o Brasil. A primeira matéria, publicada no mês de maio, traz comentários sobre aspectos históricos da região e desenhos comentados das cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Buenos Aires, Havana, Macchu Picchu e Lima (27).

Marginal subterrânea e parque linear em São Paulo?

Planos ambiciosos como travessias para pedestres e bicicletas sobre o rio Tietê e o enterramento da ferrovia são exemplos do debate que a Prefeitura de São Paulo inicia sobre os primeiros passos para a criação do Arco do Futuro, projeto urbano que pretende juntar moradia, emprego e requalificação do espaço. Algumas ideias apresentadas por consórcios podem custar aos cofres públicos até R$ 20 bilhões. Confira na íntegra a reportagem publicada na Folha.com.

Venustas, Firmitas, Utilitas

por Guillermo Hevia García   A proposta de Vitruvius, em seu tratado “De Architectura”, é que a arquitetura se basea em três princípios básicos, venustas (beleza), a firmitas (firmeza) e Utilitas (utilitário), finalmente, arquitetura… Continuar lendo

Sede da CMA CGM

“A estratégia peculiar do projeto da nova sede da CMA CGM divide o volume em dois fragmentos menores que se únem de forma a manter a uniformidade integral da torre mas com elementos de projetos que melhorem sua relação com a cidade de Marselha”.

Arte e Arquitetura: Augusto Pacheco

“A literatura é muito parecido com a luta samurai, mas um samurai não luta outro samurai: luta contra um monstro. Geralmente conhecido também para ser derrotado. Tenha a coragem, sabendo de antemão que você vai ser derrotado, e ir para a batalha: a de que é literatura ” , definiu Roberto Bolaño

A boa arquitetura

Incansável defensor das construções ecoeficientes, para o arquiteto Siegbert Zanettini a sustentabilidade é inerente a bons projetos em qualquer época Um dos Pioneiros no uso do aço no Brasil, o arquiteto Siegbert Zanettini… Continuar lendo

SOBRE ARQUITETURA

Traduzir pode ser “trair”, nunca petrificar. Haroldo de Campos   Quanto à arquitetura, é preciso compreender as forças por trás das formas. Arquitetura, pois, como matéria da filosofia, da literatura, das artes visuais;… Continuar lendo

A SALA BRANCA

Gosto de arquitetura porque gosto de literatura. Gosto de livros porque ocupam espaço e contém histórias. Narrativas reais ou imaginadas, não importa: histórias acontecem no espaço; histórias acontecem no tempo. Acontecem na vida,… Continuar lendo

Educação e Responsabilidade Ambiental

  Campus 8 Centro de Artes e Arquitetura Rod. RS 122, Km 69, S/Nº CEP 95010-550 – Caxias do Sul – RS – Brasil Telefone/Telefax: (54) 3289-9000

Playground Escultural

Artigo:  Revista AU – Arquitetura & Urbanismo – Abril 2012   Na cidade alemã de Wiesbaden, um ousado e atípico playground surpreende pelas formas escultóricas que atraem crianças e adultos — e ainda tem… Continuar lendo

Jean-Louis Cohen e a arquitetura da guerra – Um vazio na história da arquitetura: 1939-1945 / Roberto Segre

Há cinquenta anos atrás era possível imaginar que logo no início do século XXI iríamos nos distanciar definitivamente dos contrassensos e equívocos do século XX. A história do mundo iniciaria uma nova etapa em que a sociedade — ainda que mais complexa e numerosa —, solucionaria os erros políticos e econômicos que marcaram a evolução do capitalismo desde o século XIX, e do socialismo no século XX. Imaginávamos que seria possível atingir um equilíbrio entre sociedade e natureza; entre interesses nacionais e universais; entre etnias e crenças religiosas; entre individuo e comunidade. Infelizmente, isto não ocorreu; a radicalização das contradições locais e globais cada vez mais acentuadas preanuncia um futuro sombrio e duvidoso. Os valores racionais da herança humanista da Ilustração estão ainda submetidos à irracionalidade da religião; os princípios éticos e morais fundamentais para a evolução da cultura ocidental foram marginalizados pela voracidade econômica de pequenos grupos de poder que dominam o mundo atual, e que provavelmente não hesitarão em assumir posições insensatas que podem até deflagrar uma nova guerra de proporções planetárias. As contradições nacionais europeias tiveram como consequência a Primeira Grande Guerra (1914-18); A pretensão do nazi-fascista de dominar e recriar o mundo teve como consequência a Segunda Guerra Mundial (1939-45). Por sorte, o embate entre capitalismo e socialismo, na Guerra Fria, que resultou no fim do sistema socialista no continente europeu, não teve consequências dramáticas. No entanto, hoje com as tensões entre Ocidente e Oriente; em particular com os países islâmicos — as ameaças de Ahmadinejad, presidente do Iran, contra Israel e o tema angustiante da bomba atômica —; estamos diante de condições que poderiam deflagrar uma terceira Guerra Mundial.

MANIFESTOS DA MODERNIDADE: SOBRE AS EXPOSIÇÕES UNIVERSAIS

por Anna Gomes em 16 de abr de 2012 às 16:06 em lounge.obviusmag.org Tudo que é sólido desmancha no ar. A expressão cunhada por Marx no sec. XIX reúne em si a síntese de toda a… Continuar lendo

Garrafas que iluminam

Nossas cidades crescem a cada dia e em muitos casos, a superlotação dos bairros faz com que seja muito difícil o acesso a luz natural. A necessidade de iluminar interiores escuros e evitar… Continuar lendo

Os Fatos da Arquitetura

Alejandro Aravena   Por exemplo: A gravidade é um fato. Que a água não possa evitar a gravidade é outro fato. Da mesma maneira que a força da gravidade faz com que a… Continuar lendo

A quatro mãos : Arquitetura Moderna Brasileira, 1978-82

A quatro mãos : Arquitetura Moderna Brasileira, 1978-82.

Panoramas da Arquitetura Brasileira

Panoramas da Arquitetura Brasileira.

Brasil: arquiteturas após 1950 – em quatro temas

Brasil: arquiteturas após 1950 – em quatro temas.

A modernidade dos antigos ou vice-versa

Como a arquitetura moderna fez uso da tradição greco-romana Pedro Paulo Funari Resenha do livro Antigos modernos Estudos das doutrinas arquitetônicas nos séculos XVII e XVIII Ricardo Marques de Azevedo 2009 Ricardo Marques… Continuar lendo

Island East

Hargreaves Associates Um projeto para Island East, em Hong Kong cria uma praça urbana que liga o espaço aberto e as necessidades de circulação de uma torre de escritórios comerciais com 15 mil trabalhadores com… Continuar lendo

Link Permanente

Nicolai Ouroussoff para New York Times: “Koolhaas, delírio em Pequim” 25.07.2011 Em artigo publicado pelo The New York Times no último dia 13 de julho e traduzido pela Folha de S.Paulo no dia 25 de julho, o… Continuar lendo

Link Permanente

Gregori Warchavchik Um dos pioneiros da moderna arquitetura brasileira Mario Gioia Depois de Arquitetura do Século 20 e Outros Escritos (2006), Gregori Warchavchik (1896-1972) é tema de nova publicação da Cosac Naify. As… Continuar lendo

Link Permanente

Jardins históricos brasileiros e mexicanos Interlocuções sobre historiografia e preservação Aline de Figueirôa Silva   O conceito de “jardim histórico”, moldado em 1981 no plano internacional pela Carta de Florença, no campo da… Continuar lendo

Link Permanente

Masdar, a extravagante cidade “verde” do futuro por marisa figueiredo Será possível criar, até 2025, uma cidade do futuro que seja inteiramente sustentável e alimentada a energias renováveis produzidas localmente? Os promotores do projeto Masdar City,… Continuar lendo

Link Permanente

Telhados Verdes por Carmosa Abreu A implantação de jardins nos telhados das edificações, os chamados “telhados verdes”, populares nos países Escandinavos e Alemanha, aos poucos estão conquistando a América Latina. Já bastante populares em… Continuar lendo

Link Permanente

Telhados Brancos por Carmosa Abreu Um estudo do Lawrence Berkley National Laboratory, dos Estados Unidos, na Califórnia, revela que pintar os telhados de branco pode ajudar a combater o aquecimento global, diminuindo a temperatura… Continuar lendo

Link Permanente

Aquecimento Global – O Mundo Agradece A conhecida miopia do Poder e do Grande Capital para com as questões ambientais em geral e com o Aquecimento Global em particular, usa agora óculos. Óptimo, pensamos nós… Continuar lendo

Link Permanente

 Os sonhos inventam-se Eduardo Souto Moura por marisa antunes A sua arquitectura não é óbvia, frívola ou pitoresca: está imbuída de inteligência e seriedade, requer um encontro intenso, em vez de um olhar rápido.… Continuar lendo

Cidade Coral

Design GOMMA “CORAL DA CIDADE”, projetado em parceria com o ITA projeto, foi escolhido entre quase 300 inscritos de todo o mundo, e agraciado com o PRÊMIO DE ENERGIA especial (profissionais de categoria).… Continuar lendo

Link Permanente

Cidades Fortificadas Poligonais por seven As cidades são realmente um tema fascinante. Se por regra nascem espontaneamente por acumulação de construções junto a um rio ou a um caminho, também as há que são… Continuar lendo

Link Permanente

BBC – Quantas pessoas podem viver na terra?   O nosso planeta está a ficar pequeno para tanta gente. E pior: a cada dia que passa, os recursos naturais indispensáveis à sobrevivência de… Continuar lendo

A Casa Núcleo de Mies van der Rohe, um Projeto Teórico sobre a Habitação Essencial (1)

 Luciana Fornari Colombo Introdução Quando a industrialização se expandiu ao redor do mundo, a necessidade de habitação para abrigar trabalhadores nas cidades cresceu drasticamente. As duas Guerras Mundiais aumentaram ainda mais o deficit de… Continuar lendo

O urbanismo sustentável no Brasil a revisão de conceitos urbanos para o século XXI (Parte 02)

Geovany Jessé Alexandre da Silva e Marta Adriana Bustos Romero   Introdução O presente artigo busca conceituar elementos e atributos de urbanismo sustentável, partindo de uma revisão bibliográfica sobre o tema e propondo… Continuar lendo

Link Permanente

Século XXI: a síndrome do patrimônio Roberto Segre   Coincidindo com as diversas atividades culturais que se desenvolveram no ano 2009, declarado “Ano da França no Brasil”, foi publicado este erudito livro de… Continuar lendo

O urbanismo sustentável no Brasil a revisão de conceitos urbanos para o século XXI (parte 01)

Geovany Jessé Alexandre da Silva e Marta Adriana Bustos Romero Em tempos atuais a maioria das sociedades enfrenta a desalentadora e angustiante perspectiva de crescente caos urbano, decorrente do obsoleto e contraditório modelo… Continuar lendo

Link Permanente

ARQUITETURA COM QUALIDADE por Luiz Fernando Janot (*) O crescimento populacional e a valorização imobiliária nas cidades contemporâneas têm contribuído significativamente para a expansão urbana e a formação de núcleos habitacionais espalhados pelas… Continuar lendo

O passado mora ao lado: Lúcio Costa e o projeto do Grand Hotel de Ouro Preto, 1938/40_Carlos Eduardo Dias Comas

Projeto neocolonial e projeto moderno A construção dum hotel de turismo em Ouro Preto é iniciativa do prefeito Washington Dias em 1938, com o apoio de Rodrigo Mello Franco, diretor do Sphan recém… Continuar lendo

Simbolismos na nova capital – o que os monumentos de Brasília escondem

publicado em arquitetura por sergio coletto em 4 jul 2010 Há 55 anos iniciavam-se as obras de um projeto ambicioso: transferir a capital brasileira mais uma vez. Depois de duas cidades litorâneas (Salvador e Rio… Continuar lendo

Expo Xangai – Reginaldo Marinho

Pavilhão do Brasil na Expo Xangai 2010 Foto divulgação As exposições universais foram criadas para apresentar ao mundo os novos paradigmas da Ciência, Tecnologia, Engenharia e Arquitetura construídos pelas nações em cada evento.… Continuar lendo

A EXPOSIÇÃO UNIVERSAL DE PARIS 1900

Esta grande mostra turística atraiu 50,8 milhões de visitantes e, entre suas principais atrações figuravam o Grand Palais e o Petit Palais; pavilhões representativos dos diversos países convidados; pavilhões dedicados às Artes, Agricultura, Comércio, Indústria… Continuar lendo

RECRIAÇÃO DO RIO ANTIGO

Vejam isto: são gravuras digitais do artista gráfico carioca , de 56 anos, embasadas em pesquisas iconográficas, onde ele recria recantos históricos do Rio de Janeiro – Quinta da Boa Vista, Cinelândia, Praça… Continuar lendo

ARQUITETURA FUNCIONAL

Mário Quintana Para Fernando Corona e Antonieta Barone Não gosto da arquitetura nova Porque a arquitetura nova não faz casas velhas. Não gosto das casas novas Porque as casas novas não têm fantasmas.… Continuar lendo